quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O Ensino do Esperando no Sistema de Ensino Brasileiro e novas matérias

Esperanto é uma língua que foi criada para ser usada universalmente e para facilitar a comunicação entre todos os povos do planeta.
Como poucos sabem, no nosso Senado, estão querendo implantar novas matérias no Sistema de Ensino Brasileiro, coisa que eu acho bem desnecessário, pois se formos parar pra pensar, os adolescentes mal querem aprender Inglês ou Espanhol... Quem dirá Esperanto... E não só pensando pelo lado de quererem aprender essa língua, mas se formos pensar nos profissionais que estão aptos a ensinar essa língua... São muitos? É obvio que não, porque as faculdades também o ensino do Esperanto nem é tão ensinado.
E não é só o Esperanto que querem colocar no Sistema, citaram matérias como educação ambiental, educação financeira, educação no trânsito, geopolítica, astronomia, artes cênicas, etc. Se for parar para pensar... Algumas matérias até fazem sentido de serem postas no Sistema, como as três últimas citadas, mas, Educação no Trânsito? Isso se aprende com o viver e não na escola. E agora imagine o conteúdo das provas dessa matéria... “Quando devo atravessar a rua?” Acho perda de tempo, dinheiro, e ambos, pois hoje, tempo é dinheiro.

Veja umas frases utilizáveis no nosso dia em Esperanto:
Mi estas laca. - Estou cansado/a.
Mirinde! - Espantoso!
Kiam estos via naskiĝtago? - Quando será seu aniversário?
Mia horloĝo malfruas je dek minutoj. - Meu relógio está dez minutos atrasado.
Kion vi volas aĉeti? - O que você quer comprar?
Kioma horo estas? - Que horas são?


Fonte:

Um comentário:

  1. fiz quatro meses de esperanto, sinceramente não gostei e acho que não deveria ser implantado :/

    ResponderExcluir